ULTRA MARATONISTA DE CAXAMBU VAI CORRER 217 KM NA CALIFÓRNIA Reviewed by Momizat on . Uma competição de real superação sendo considerada por muitos de extrapolação. Assim é o desafio Badwater, que acontece na Califórnia nos Estados Unidos. Anualm Uma competição de real superação sendo considerada por muitos de extrapolação. Assim é o desafio Badwater, que acontece na Califórnia nos Estados Unidos. Anualm Rating: 0
Você está aqui:Home » Caxambu » ULTRA MARATONISTA DE CAXAMBU VAI CORRER 217 KM NA CALIFÓRNIA

ULTRA MARATONISTA DE CAXAMBU VAI CORRER 217 KM NA CALIFÓRNIA

107209-bad

Uma competição de real superação sendo considerada por muitos de extrapolação. Assim é o desafio Badwater, que acontece na Califórnia nos Estados Unidos. Anualmente 2.800 atletas de todo o mundo se inscrevem para participar das 135 milhas, mas apenas cem são aceitos.

Desta vez entre estes está o caxambuense Kléber Felipe dos Santos, o Binho, maratonista e atleta profissional com um currículo invejável no esporte nacional. A disputa começa no dia 9 de julho.

0002

Segundo Binho, estar nesta maratona é resultado de dez anos dedicados às corridas, muitos treinos e claro um tom de ousadia. – “Correr é minha vida e faço de forma profissional, sem deixar de aceitar estes novos desafios” – afirma o atleta.

A Badwater é percorrida numa única etapa, podendo ser concluída em até três dias. A largada acontece na baía de Badwater, a 86 metros abaixo do nível do mar, na célebre região do Vale da Morte na Califórnia, e a chegada ao monte Whitney, com 4.421 metros de altitude. Estes dois locais são, respetivamente, o ponto mais baixo e mais alto do território continental dos Estados Unidos, obrigando os participantes a uma subida acumulada de mais de 4.000 metros.

107200-19607637-1

– Para participar preciso de apoio, tanto do incentivo como também da questão financeira. Só a inscrição custa mais de três mil reais, fora a equipe que tem que me acompanhar, as passagens e estadia.  – explica Binho.

Para participar do desafio, além de precisar de qualificação (Binho é o atual campeão da BR135) a organização exige que o atleta leve uma equipe de apoio para acompanhá-lo durante todo o trajeto.

Para viabilizar esta etapa diversas ações estão programadas em Caxambu. Dia 9 de abril acontece uma feijoada no clube CRAC com renda revertida para o projeto do atleta. Já no dia 15 do mesmo mês a promoção será na Praça 16 de setembro. A academia UP, dirigida pelo técnico de vôlei e atual Secretário de Esportes de Caxambu Emanuel Arnaut, vai colocar uma esteira no local onde Binho vai correr por doze horas seguidas, mostrando de público parte de seu preparo e resistência.

Neste dia além de um livro de ouro, camisetas e outras lembranças serão vendidas para ajudar na arrecadação para custear parte da viagem de Binho para a Califórnia.

Um dos treinadores do maratonista, o professor Denilson Martins, lembra que também são esperadas ações de patrocinadores por parte de empresários, tudo em nome do apoio ao atletismo.

Uma maratona desse tipo é para poucos mesmo.  Os 217 km de um percurso considerados o mais duro no seu género são numa uma autoestrada que exala temperatura até aos 70 graus (a do ar passa acima dos 50) e que, além de pôr à prova a resistência de quem ousa enfrentar o desafio. Boa sorte Binho! Caxambu, o sul de Minas e o Brasil estão com você.

 

Comentários

Deixe um comentário

© 2016-2017 Jornal Tribuna Sul de Minas - Reproduções autorizadas mediante indicação da fonte tribunasuldeminas.com.br Os textos, opiniões e conteúdos presentes neste portal são de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

Voltar para o topo