QUEM SERÁ? Reviewed by Momizat on . A eleição para prefeito e vereador acontece apenas no dia 2 de outubro, mas o quadro eleitoral em Caxambu já começa a tomar forma. São pelo menos cinco pré-cand A eleição para prefeito e vereador acontece apenas no dia 2 de outubro, mas o quadro eleitoral em Caxambu já começa a tomar forma. São pelo menos cinco pré-cand Rating: 0
Você está aqui:Home » Caxambu » QUEM SERÁ?

QUEM SERÁ?

QUEM SERÁ?

A eleição para prefeito e vereador acontece apenas no dia 2 de outubro, mas o quadro eleitoral em Caxambu já começa a tomar forma. São pelo menos cinco pré-candidatos, de diferentes legendas, brigando pela oportunidade de fazer algo pela cidade. Até agora se especula que o atual Prefeito viria para a reeleição, disputando os votos com Ricardo Faria, Diogo Curi, Zé Luiz e/ou Cilinho, Pastor Rubens e Fuad Zamot, além da possibilidade de outros nomes surgirem ou serem substituídos até o prazo final. As convenções partidárias devem ocorrer a partir do dia 20 julho.

Pela cidade, em bares, padarias, salões de barbeiro e cabeleireiro o que mais se ouve e fala são os nomes dos possíveis “prefeitáveis”. – Muita gente já diz que tem apoio de fulano ou beltrano, mas do que adianta apoios, ter um bom nome, ter ibope nas pesquisas, se não tem o básico que é um projeto- afirma um comerciante que pede para não ser identificado.

Na atual situação política do país e com os diversos problemas que o município enfrenta, entre os quais ruas esburacadas, falta de investimentos no turismo, atrasos com fornecedores e funcionários entre outros, o que se espera dos pré-candidatos são soluções. Podem usar as cores que forem, mas os eleitores terão que analisar quem realmente pensa no bem da comunidade.O candidato pode ser qualquer um, mas candidato sem projeto, sem proposta, será só mais um na disputa. E o cidadão tem mais responsabilidade do que se imagina.

Acredita-se que, ao final dos prazos, pelo menos três candidaturas a prefeito serão de fato viabilizadas. Essa eleição terá um cenário diferente, promete ser um pleito mais dinâmico com calendário apertado e cobranças incisivas por parte da população. É esperar para ver e saber escolher na hora certa. O voto é a única arma do povo.

Comentários

Deixe um comentário

© 2016-2017 Jornal Tribuna Sul de Minas - Reproduções autorizadas mediante indicação da fonte tribunasuldeminas.com.br Os textos, opiniões e conteúdos presentes neste portal são de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

Voltar para o topo