Você está aqui:Home » Colunas » Pluralidade (página 2)

COLUNA PLURALIDADE

ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO Pessoas que vivem, ou, já viveram, sob situações assediadoras no local de trabalho sentem significativo desinteresse profissional, medo de voltar ao trabalho, flashes sobre as situações humilhantes ou vexatórias. O local, pessoas, principalmente os agressores (ou agressor) do trabalho e percepções dos outros, para elas, é (são) caracterizado (s) da seguinte forma: Um local ameaçado ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

EJACULAÇÃO PRECOCE E PROBLEMAS RELACIONADOS Muitos homens que apresentam a ejaculação precoce como um problema podem, em muitos momentos, ter sintomas depressivos, em vista da incapacidade em manter, ou segurar, a ejaculação até um momento satisfatório para ele e a parceira, apresentando-se com: Baixa autoestima, em vista do “descontrole e incapacidade ao dar prazer à parceira”; Tristeza ou desmotivação ao ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

MEDICAÇÃO OU RESSIGNIFICAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS?   Tomar medicamentos não é algo que foi estabelecido nesse momento de nossa história, século 21, contudo, é uma prática que faz parte de nossa história humana, vindo atrelado não só à área farmacêutica, da questão saúde-doença, mas, também, ligada à religião, “poderes sobrenaturais” de ervas e outros elementos curativos da natureza. O uso de medicamentos e outr ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

  A APLICAÇÃO DA TERAPIA COGNITIVA-COMPORTAMENTAL NO TRATAMENTO DO USO DE NICOTINA Fumar foi uma atitude extremamente vinculada às ideias de liberdade, de ter estilo de vida diferenciado, tranquilidade, ser sociável e ao glamour. Tal ideia foi massivamente reforçado por empresas nas mídias que, na necessidade de comercializarem seus produtos, não evitavam as associações e, com isso, propagavam conceito ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL APLICADA AO ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS. Utilizadas desde períodos primitivos da civilização, para fins curativos até rituais, o uso de substâncias entorpecentes tornou-se um problema de saúde pública, onde, a cada vez mais, as autoridades, sociedade, profissionais da saúde voltam-se para prevenir a entrada daqueles que são vulneráveis e sanar as consequências dessa prát ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

  LIDERANÇA ORGANIZACIONAL. CARACTERIZAÇÕES E CONSEQUÊNCIAS   Ser líder é uma tarefa nada fácil para quem se propõem a estar nesse cargo, pois, além das constantes necessidades de gestão de recursos financeiros, materiais, de informação, logística, há, ainda, a tarefa de lidar com a gestão de pessoas, das vontades, desejos, anseios, motivações, expectativas dos indivíduos que lidera. Liderar torna-se u ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

VOCÊ TRABALHA MOTIVADO OU FAZ COISAS PARA RECEBER E, NO FINAL DAS CONTAS, SOBREVIVER. A MOTIVAÇÃO HUMANA COMO UM DOS FATORES DECISIVOS PARA O SUCESSO EMPRESARIAL.   Em alguns lugares, olhando-se para o retrato interno de algumas empresas, ou entidades públicas, percebe-se que a maioria das pessoas mantêm, ou permanecem em seus empregos, às vezes, em condições insalubres, mal remuneradas, sem meios adequados ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

DÉFICITS DE HABILIDADES NOS RELACIONAMENTOS AMOROSOS.   Quando alguém diz que não é tão “bom” nos relacionamentos afetivos e amorosos, pode-se ter em mente diferentes e variadas conclusões sobre o que vem a ser esse tal “bom”, como: não conseguir falar com uma mulher, ou homem; ser tímido (a); não ser tão comunicativo; ser retraídos; e mais, e mais, e mais um tanto de inabilidades apresentadas pelo sujeito. ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

SEXUALIDADE CONJUGAL. POR QUE SE TORNA ALGO ENFADONHO E SEM GRAÇA COM O TEMPO   O sexo, assunto tabu e, frequentemente, em nosso interior, pouco falado entre alguns, é um tema que, de uns anos para cá, tornou-se mais evidente, aparecendo, tanto por atos menos picantes quanto por aqueles, descaradamente, mais apimentados, em novelas, filmes e outros meios de comunicação. De acordo com o IBGE, no ano de 2012, ...

Ler mais

COLUNA PLURALIDADE

  FELICIDADE. A DISTÂNCIA ENTRE VOCÊ E ELA NÃO EXISTE, É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA Quando pacientes chegam ao meu consultório ou ao conversar com alguém a respeito de algum problema que seja grave, é nítida a ideia, associada a sentimentos negativos e que, no final das contas, não os ajudarão em nada, de desvalia, desatenção em relação à sociedade, não ser amado. Relacionada a essas ideias, está a vivênci ...

Ler mais

© 2016-2017 Jornal Tribuna Sul de Minas - Reproduções autorizadas mediante indicação da fonte tribunasuldeminas.com.br Os textos, opiniões e conteúdos presentes neste portal são de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

Voltar para o topo