CANDIDATO QUE COMPREENDER MELHOR COMO USAR MÍDIA SOCIAL TERÁ MAIS CHANCE DE VENCER Reviewed by Momizat on . Em matéria publicada no jornal Folha de São Paulo, analistas como o historiador britânico Niall Ferguson, afirmam que a exemplo do que aconteceu na eleição de D Em matéria publicada no jornal Folha de São Paulo, analistas como o historiador britânico Niall Ferguson, afirmam que a exemplo do que aconteceu na eleição de D Rating: 0
Você está aqui:Home » Destaque » CANDIDATO QUE COMPREENDER MELHOR COMO USAR MÍDIA SOCIAL TERÁ MAIS CHANCE DE VENCER

CANDIDATO QUE COMPREENDER MELHOR COMO USAR MÍDIA SOCIAL TERÁ MAIS CHANCE DE VENCER

urna_redes

Em matéria publicada no jornal Folha de São Paulo, analistas como o historiador britânico Niall Ferguson, afirmam que a exemplo do que aconteceu na eleição de Donald Trump nos EUA, também no Brasil o candidato que compreender melhor como usar mídia social terá mais chance de vencer.

Para o consultor Flávio Ferrari, que dirigiu os institutos Ipsos e Ibope, “as redes sociais ganham importância eleitoral na medida em que não são sujeitas às restrições das demais mídias” e poderão “contribuir significativamente para o desempenho de um candidato”.

 

WHATSAPP

De acordo com o Datafolha, 70% dos brasileiros maiores de 16 anos têm conta em redes sociais. E entre eles 84% estão no WhatsApp, em proporção maior que aqueles que têm conta no Facebook, que alcançam 77%.

Por outro lado, o Datafolha sobre meios de informação traz dados que parecem indicar um questionamento mais atento, pelos brasileiros maiores de 16 anos, das informações que vêm recebendo por meio das redes sociais.

Por exemplo, apenas 3% deles afirmam que todas as notícias veiculadas em mídia social são confiáveis. Para os jornais impressos e os jornalísticos de TV aberta, o percentual está em 14% e 17%, respectivamente.

De maneira geral, 80% afirmam recorrer a telejornais de TV aberta para se informar sobre política, contra 56% que citam sites de notícias, 55% para as redes sociais e 48% para jornais impressos.

Comentários

Deixe um comentário

© 2016-2017 Jornal Tribuna Sul de Minas - Reproduções autorizadas mediante indicação da fonte tribunasuldeminas.com.br Os textos, opiniões e conteúdos presentes neste portal são de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

Voltar para o topo