SAÚDE E BELEZA Reviewed by Momizat on . Diário de Viagem: AMAZôNIA Quem convive comigo sabe o amor por viagens que eu e minha família temos. Nossos destinos são os mais variados, todos planejados pelo Diário de Viagem: AMAZôNIA Quem convive comigo sabe o amor por viagens que eu e minha família temos. Nossos destinos são os mais variados, todos planejados pelo Rating: 0
Você está aqui:Home » Colunas » SAÚDE E BELEZA

SAÚDE E BELEZA

SAÚDE E BELEZA

Topo de pagina

Diário de Viagem:

AMAZôNIA

Apresentação1

Quem convive comigo sabe o amor por viagens que eu e minha família temos. Nossos destinos são os mais variados, todos planejados pelo meu marido com uma antecedência ABSURDA! E eis que ele propôs a nossa viagem a FLORESTA AMAZONICA ano passado, como uma boa viajante eu TOPEI na mesma hora. Sem ter idéia do que esperar, do que me esperava e de como eu voltaria. Somos em cinco, eu e maridão com três filhos (8, 4 e 2 anos). E diante disso muitos acham que temos que ter uma estrutura muito grande para viagens, e essa viagem mostrou que não precisamos de NADA! Somente de cabeça aberta para a cultura entrar, para o preconceito sair e para você se envolver em uma realidade totalmente diferente da que foi criado.

 

Enconne

opooii

Encontro Rio Negro e Solimões

Eu aprendi muito mais com meus filhos, do que os ensinei nessa viagem, pois um banho de rio era o suficiente para os fazerem felizes. Nada faltou, mesmo a gente estando em um lugar simples, sem luxo, sem requinte, sem eletrônicos, sem telefone, celular, sem água quente, sem carro e cheio de insetos (voltamos com tantas picadas quanto como historias RS), cheio de jacarés, piranhas e cobras. Cheio do novo e do desconhecido.

ededed

Voamos para o aeroporto de Manaus, e de lá pegamos um transporte que nos levou ate a beira do rio (80km) de lá pegamos mais 2 horas em um barquinho com o simpático Sr. Jacaré, ele de um conhecimento regional e de uma alegria contagiante. No final do passeio  soubemos que ele não sabe ler nem escrever. Disso faço a primeira lição: ele não deixou os obstáculos vencerem ele, ele correu atrás do sonho, montou uma pousada (sim, ele é DONO) que por mais simples que seja é a realização do SONHO dele. Ele lutou e luta ate hoje, com armas desiguais em um mundo onde uma criança de 4 anos já é quase obrigada a ler (para não ficar para trás), um mundo em que tablets e smartphones fazem praticamente parte das mãos dos pequenos (e dos adultos). Ele não sabe o que é GOOGLE, ele não tem idéia de como funciona um site, mas ele chegou onde muitos não chegaram por desistir ANTES de tentar.

xcvb

A comunidade, onde cada um tem sua função também nos deixa a lição do nosso lugar no mundo para o OUTRO. Você faz SO por você? Ou faz também em prol de alguém? Saber dividir função faz sempre o ambiente mais leve para todos que nele convivem. Lá cada um é responsável por um “setor” e ao mesmo tempo todos se ajudam. Tem uma escola com 2 salas de aula, onde as turmas se revezam em turnos da manhã e tarde com aluno desde a 1° série ate o 9° ano. As crianças chegam de barco para estudar, e recurso para merendas muitas vezes não existe. Tendo as professoras que fazer campanhas para poder arrecadar fundos para merenda e lembranças de dia das crianças. Lá conhecemos também o Sr. Elias, que nos ensinou muito alem do seu trabalho que é mostrar para os turistas as Seringueiras e explicar como tirar a borracha através de sua seiva. O conhecimento histórico dele ultrapassa os limites da comunidade e chega a Europa, ele fala de países, cidades e culturas como se tivesse morado nesses lugares. Nos ensinando que barreiras físicas podem ser quebradas através da leitura. E podemos SIM, viajar através da literatura e conhecer o mundo.

mbnbnbjbjbhb

A alimentação vem das próprias plantações e da pesca ou por vendedores que chegam através de barcos com Pães, frutas, carne vermelha (quase não consumida pelo alto valor) entre outras.

Aprendemos também sobre um consumo mais conscientizado.

ytytytyty

Os passeios são de surpreender, alias não há quem não se encante por lugares tão maravilhosos, por detalhes tão surpreendentes, capazes de hipnotizar ate mesmo as crianças. Fizemos um passeio noturno de barco para ver jacarés, pescamos piranhas, vimos muitos macacos, cobras, bicho preguiça e botos que nadavam e davam show perto do barco, para nos fazer suspirar e ficar procurando mais.

ujhygtr

Mas um fato me chamou a atenção, esses bichos estão perdendo seus espaços, esses animais estão sumindo. Tivemos que procurar muito para podermos ver. Animais esses que dominavam toda a selva antigamente.

Não vimos áreas de desmatamento predatório, mas demos dicas de reflorestamento na comunidade.

Dona Nair Alves da Costa, sorridente e tão atenciosa, proprietária da pousada e também cozinheira, faxineira, administradora, mãe, avo e esposa. Nos recebeu tão bem, nos acolheu e nos fez sentir em casa (tanto é que eu não queria voltar).

Ela me transmitiu alguns “segredos” das mulheres da Amazônia para muitos males, entre eles:

Para reumatismo – Pimenta Malagueta (somente a casca) ou gengibre – fazer uma pastinha e colocar junto de um creme. (Usar luva para passar)

Para Resfriado – Chá de 1 limão + 1 colher sobremesa de andiroba + 1 dente de alho + casca de jatobá

Antiinflamatório – chá de erva cidreira

Desentupir Nariz – Canfora

Repelente – formiga Piriá (esfregar elas no corpo)

Coceira – óleo de andiroba

Dor no estomago – boldo

Acalmar – camomila

Relaxar o corpo – capim santo

Infecção urinaria – casca do jabuti

Anemia – raiz do açaí e folha do abacate

Menopausa – chá da barba do milho

Diabetes – café com limão, casca Paracanauba (deixa na água durante 1 dia.), olho da árvore da Carambola (chá)

Lembrando que todas essas informações fazem parte da cultura local. Antes de usar qualquer tipo de tratamento (mesmo os naturais) procure um médico especialista.

ewewewew

Mas o melhor para a saúde nesse lugar é a falta de poluição em todos os sentidos. Poluição visual, sonora, atmosférica e a pior, a poluição mental, com a carga de informações que recebemos de todas as direções. Sai da comunidade leve, me sentindo renovada, me sentindo completa, sentindo que ainda tenho muito a aprender. E que quero voltar lá para novas experiências.

ASSINATURA VANESSA

 

 

Comentários

Deixe um comentário

© 2016-2017 Jornal Tribuna Sul de Minas - Reproduções autorizadas mediante indicação da fonte tribunasuldeminas.com.br Os textos, opiniões e conteúdos presentes neste portal são de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

Voltar para o topo